Boletim Normas Legais 11.09.2019

Data desta edição: 11.09.2019

TRABALHISTA
Contrato de Experiência ou Determinado Pode Ter Estabilidade Trabalhista?
Cessão de Mão de Obra e Empreitada – Retenção Previdenciária
NOTÍCIAS
Medida Provisória Desobriga Publicação de Licitações de Órgãos Públicos em Jornais
Saques do FGTS Começam Nesta Semana
TRIBUTÁRIO
Tributos Estaduais no Brasil
Receitas Financeiras – Lucro Presumido – Ajuste a Valor Presente
MODELOS
Distrato de Prestação de Serviços Profissionais e Transferência de Responsabilidade Técnica
Estatuto de Sociedade Cooperativa
ARTIGOS E TEMAS
Importância da Data de Entrada do Requerimento da Aposentadoria
Nome ou Denominação Social (antiga “Razão Social”)
ENFOQUES
Execução de Dívida Condominial Pode Incluir Parcelas a Vencer
Não Incide Multa por Atraso de Verbas Rescisórias Deferidas em Juízo
Não recebeu o Boletim anterior? Reveja o Boletim Normas Legais de 04.09.2019.
OBRIGAÇÕES EMPRESARIAIS
DME – Declaração de Operações Liquidadas com Moeda em Espécie
Declaração de Operações com Criptoativos
PUBLICAÇÕES PROFISSIONAIS ATUALIZÁVEIS
Economia Tributária – Estudo Prático de Casos
Manual do Empregador Doméstico
Manual da CIPA

Empresa Pode Reduzir o Salário do Trabalhador?

Diante de um cenário desfavorável economicamente, as empresas buscam adotar medidas que não comprometam a operacionalização da companhia, mas que possam mantê-las “respirando” financeiramente, evitando impactos de maiores proporções em suas atividades, seja com a elevação no custo com indenizações por demissões, seja pela perda de investimentos em mão de obra qualificada.

Uma destas medidas é a implementação do lay-off, que na prática da legislação trabalhista pode ser consubstanciado em duas hipóteses:

Durante o período de suspensão do contrato de trabalho, o salário dos empregados é pago pelo Governo através de recursos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), respeitado o limite do teto do seguro desemprego aplicável à época da suspensão contratual, situação admitida pelo artigo 7º, da MP 2.164-41/01, que alterou o artigo 2º da Lei 7.998/90 e criou a “bolsa de qualificação profissional”.

Diferentemente do lay-off aplicado na qualificação profissional, no caso do lay-off por redução da jornada de trabalho e remuneração, a empresa permanece responsável pelo pagamento de salários.

Clique aqui e saiba como cada condição pode ser aplicada em sua empresa para diminuir os impactos decorrentes de uma crise econômica.

Veja temas relacionados no Guia Trabalhista Online:

Dúvidas sobre rotinas do departamento pessoal? Chegou a hora de esclarecer tudo! Obra completa com todos assuntos da área de DP, incluindo exemplos, cálculos, teoria, prática, legislações e muito mais! Atualização garantida por 12 meses. Departamento de Pessoal

Mais informações

Edição Eletrônica Atualizável

Comprar

Clique para baixar uma amostra!